Ser fotógrafo é ouvir…

 

“Que foto linda! Sua câmera deve ser muito boa, né?”
“Estou meio sem dinheiro… Não tem como você fazer essas de graça e eu te recomendo para outras pessoas?”
“Você vai no aniversário da minha irmã? Não esqueça a câmera!”
“Por que custa tão caro? É só apertar um botão.”
“Não tem como dar desconto? Conheço um cara que faz pela metade do preço.”
“Você não vai cobrar de mim, né? Sou seu amigo.”
“Você cobra?”
“Consegue entregar ainda hoje?”
“Você é fotógrafo? Legal! Mas e emprego de verdade você tem?”

O que você faz nessas situações?

[     ] Abaixa o preço, pois precisa pagar as contas.
[     ] Faz o serviço de graça, afinal são seus amigos.
[     ] Xinga o cliente e posta textão no Facebook.
] Envia seu portfólio para o She Is e vira um freelancer valorizado.

Caso você tenha marcado a resposta certa 😉 se informe mais clicando aqui.

Aproveite e conte-nos suas experiências nos comentários. Como você reverte uma situação dessas?

Conhece alguém que se identifique? Mostre esse post para ele. Até a próxima e diga [ X ].

Deixe uma resposta